Criarumemail.com/

Últimos Posts


Olá pessoal, o estilo UEM desta semana foi com o super estiloso Gabriela Trentin, do 2º ano do curso de moda. Fique ligado que o próximo pode ser você! ;)






         Queremos te conhecer melhor, fale um pouquinho de si! O que te fez ser quem você é hoje?
É bem difícil falar, pois são tantas coisas que contribuíram pra eu ser quem sou hoje, mas acredito que seja grande parte da minha criação, e também a faculdade, depois que comecei o curso,  minha visão mudou basntante, abriu mais minha mente.
         Conte sobre seu estilo, quais tipos de peças você não sairia sem? Você tem alguma inspiração ou marca preferida?
Meu estilo na verdade é uma mistura de básico com as tendências do momento, priorizo o meu conforto, e adoro cores escuras, aamo preto, marsala, roxo, então sempre tenho muitas roupas com essa cartela de cores no meu guarda roupa. Marca preferida mesmo acha que não tenho assim uma específica, me identifico mais com marcas que gosto e que fazem meu estilo.
         Você tem algum hobby? Quais seus programas favoritos? O que você gosta de fazer em Cianorte?
Agora to em uma fase bem caseira mesmo hahah, mas gosto muito de sair nos fins de semana com minhas amigas e ir em algum restaurante, barzinho, ou até mesmo ficar em casa com os amigos reunidos.
          Você tem algum truque de beleza ou de moda que sempre usa e acha que super funciona?
Olha não que seja truque mesmo, acho que todos já sabem e devem usar, mas eu adoro e sempre faço, coloco uma tampinha de bepantol líquido no condicionar para hidratar e dar brilho, fica maravilhoso, e a cada 20 dias mais ou menos faço hidratação com óleo de coco, fico uns 20 minutinhos e depois lavo, deixa o cabelo tão macio, eu aaamo.
          Qual tendência de moda/estilo desse ano você com certeza vai adotar pra si? E qual você quer que fique bem longe?
Sobre as tendências, eu uso as que mais me identifico, as que fazem  mais o meu estilo, mas como estamos no outono/inverno, amo os xadrez, blazers e botas coturno de salto e salto tratorado.
          Como você gostaria que fosse seu futuro no mundo da moda e na sua vida pessoal?
Muito bem realizada tanto no profissional quanto no pessoal, tenho muitas metas, e quero poder atingir todas, e sei que exigem muita dedicação. Ainda não tenho definido a área que quero atuar, tenho algumas idéias, áreas que gosto mais, mas nada certo ainda.
         O que te fez tomar a decisão para fazer moda? O que te faz gostar mais ainda do mundo da moda?
Na verdade, eu fiz um semestre de Química na UEM, beem nada a ver com Moda né, mas não gostei, e na minha casa meu pai a vida toda trabalhou com roupas, então eu sempre tive esse contato com moda. No fundo sempre gostei, mas achava que era apenas um hobby, então quando sai do curso de Química, eu não me via mais fazendo outra coisa a não ser moda.
        Quais seus planos para esse ano de 2018
Minha meta, com certeza, é me dedicar a faculdade, e a tudo que a relaciona, eventos, palestras, desfiles, quero e gosto de sempre conhecer mais sobre esse mundo maravilhoso que a moda nos propõe.
         O que você acha que vai ser da Moda daqui para frente com todas as questões relacionadas à sustentabilidade, gênero e autenticidade que estamos vivenciando?
Hoje o número de pessoa que tem conhecimento sobre esses assuntos, e se importa como a questão da sustentabilidade é maior, mas temos que apoiar mais, e chamar atenção para essas questões.

         Qual foi a sua maior experiência no mundo da moda?
Além da faculdade, e das pessoas que conheci desse ramo, algumas palestras em São Paulo e 15 dias trabalhando em uma fábrica também em São Paulo no período das férias.

E ai, curtiram o estilo da Gabi?! Deixe o seu comentário aqui em baixo!!! 

A Tecidoteca UEM recebe doações ao longo de seu curso, e dessa vez recebemos da empresa Thermopress, que nos disponibilizaram alguns materiais e tecidos novos e diferenciados, que nos possibilitará na confecção de novas bandeiras têxteis em breve!  Esse material será ainda  utilizado para fabricação de marcas páginas e também para trabalhos de acadêmicos do próprio curso  para pesquisa, beneficiando aos alunos e também aos professores. Desde já agradecemos a empresa Thermopress pelas doações a Tecidoteca.






Vocês já se depararam com alguma textura ou imagem de rua que criaria uma estampa maravilhosa? Essa é a ideia da marca Raubdruckerin. 


O Raubdruckerin é um projeto experimental criado em Berlim na Alemanha de impressão de rua que desde 2006 utiliza de detalhes da textura urbana de cidades para estampar tecidos e papel.


Tudo é impresso na mão: em tampas de esgoto, grelhas de ar e outros relevos. "O espaço público é considerado como uma oficina de impressão e palco para motivos incomuns que muitas vezes são negligenciados na vida cotidiana como tal. Uma marca da cidade, que tira a pressa da produção em massa e também atribui uma lembrança única ao corpo do povo." diz o site da marca



O foco é explorar as superfícies das cidades, procurando detalhes negligenciados, aparentemente insignificantes no piso, que se revelam uma verdadeira arte urbana. Eles mostram partes da cidade despercebidas, cheias de história, diversidade e criatividade.

"O processo de transformar um detalhe urbano em uma imagem usada no peito de alguém pode ser considerado uma arte de rua invertida. Uma parte da cidade é retirada de sua origem e trazida à vida em outro contexto. Ao usar a imagem, as próprias pessoas tornam-se parte do projeto, abrindo possibilidades para estimular a percepção da relação com o meio ambiente, descobrir a beleza onde não seria esperado" Diz o site da marca.

O projeto já passou por diversas cidades como Berlim, Barcelona, Amsterdã, Roma, Viena, Budapest, Lisboa... e e muitos outros. Veja este video.


As peças são vendidas no site da loja e no Facebook e seus preços variam de 90 á 25 Euros 







E ai galera! Prontos para mais uma Ronda da Semana? Então fiquem ligados nas notícias que a Tecidoteca traz para vocês nesta sexta..

Como vocês sabem, ontem foi a abertura oficial da Copa 2018, na qual houve algumas apresentações, dentre elas um desfile da russa Natalia Vodianova que cruzou o campo do estádio com um vestido branco do resort 2019 da @LouisVuitton recém desfilado na França. Ao lado do goleiro espanhol. Ela foi escolhida para levar a taça da Copa durante a cerimônia.  Confira um pouco mais AQUI.






Esta semana esta rolando o Bazar Martha Medeiros, em prol do projeto "Olhar do Sertão". Com peças de algumas marcas como: Dior, Diesel, Chanel, Prada,Yves Saint Laurent, Martha Medeiros, One Up, Andrea Marques, dentre outros. São roupas e acessórios com um preço a partir de 99.00 R$. Clique AQUI e confira um pouco mais.



Nesta terrça houve a Inauguração da Rosset Concept Store, um dos maiores grupos do setor têxtil inaugurou a sua loja na Oscar Freire, no lugar da antiga Valisere. A loja possuí peças de biquínis, roupas íntimas, dentre outras. Confira um pouco mais sobre a loja AQUI.


Este foi o nosso ronda da semana, fiquem ligados que em breve teremos mais novidades!!! ;)





























E aí pessoal! Quem aí já ouviu falar nesse tema que vem sendo muito discutido ultimamente, que é a Sororidade.

Sabe o que significa? Algumas pessoas associam o conceito de sororidade ao de fraternidade que, no dicionário, é definido como "convivência harmoniosa e afetiva entre as pessoas". Mas ele também representa a união entre mulheres em diversos momentos da vida e reflete de maneira exata a expressão "não somos concorrentes, somos irmãs".

"Com a sororidade somos tod@s mais fortes! Praticar a sororidade não traz o conceito de que devemos amar todas as mulheres, mas que não podemos odiar as mulheres pelo simples fato de elas serem mulheres"-Revista Bolsa de Mulher.

E por isso convidamos a todos a participar de um evento que irá acontecer neste sábado 16/06 em nossa universidade "I Roda de Conversa Feminista - Precisamos falar sobre sororidade". O evento acontecerá das 15h- ás 18h, na Universidade Estadual de Maringá no Campus Regional de Cianorte, atrás do bloco Y02.


Para mais informações acesse o evento do Facebook.


"Sobra a nós, mulheres, expandirmos o conhecimento – e a prática – da sororidade no nosso meio sociais."

Encontramos vocês lá!


No dia 12/06 nós da Tecidoteca recebemos a visita do 1° ano do curso de Design UEM. Expomos o nosso acervo têxtil, o uso co conta fios eletrônico, tear manual, tecidos, fibras, fios entre outros artigos contidos no espaço. Agradecemos a visita de todos, e esperamos você também!!! A tecidoteca esta aberta a comunidade as terças e quintas feiras, das 14:00 as 17:00 horas, na Universidade Estadual de Maringá - Câmpus Regional de Cianorte.

Venha nos fazer uma visita! ;)





Dentre tantos dos tecidos tecnológicos, os que mudam de cor são a febre do momento! O mais novo queridinho é o tecido CroMorphous, que pode ter sua cor modificada através do Smartphone.

Uma equipe de cientistas da UCF da Faculdade de Óptica e Fotônica da Universidade da Flórida Central (CREOL), uma das principais instituições de pesquisa e educação em ciência e engenharia óptica e fotônica, criaram um tecido inteligente com a tecnologia chamada ChroMorphous que pode ser disponibilizada para a produção em massa por meio de um processo conhecido como fiação de fibra.

O que torna esse tecido diferente dos outros no mercado é que ele não contém LEDs que emitem luz de várias cores. Em vez disso, a tecnologia ChroMorphous da CREOL permite uma capacidade nunca antes vista





De acordo com o comunicado de imprensa, cada fio que compõe o tecido incorpora dentro dele um micro-fio de metal fino. Uma corrente elétrica que flui através dos microfios, elevando assim levemente a temperatura do fio. Pigmentos especiais embutidos no fio então respondem a esta modificação de temperatura mudando sua cor.



Em seu projeto, o Dr. Ayman Abouraddy, Professor da CREOL disse: “Apesar das roupas serem utilizadas pela humanidade por milênios, a estrutura básica e funcionalidade de fibras e fios têxteis mantiveram-se inalterados ao longo da história. As capacidades da eletrônica aumentam constantemente e sempre esperamos mais dos nossos iPhones, então por que os tecidos não foram atualizados? Podemos esperar uma gama cada vez maior de funcionalidades das nossas roupas? Essas foram as perguntas que fizemos e a base para a criação da tecnologia ChroMorphous que começamos a desenvolver em 2016. Estamos empolgados em apresentar o primeiro tecido de mudança de cor do setor, pois acreditamos que é a próxima inovação inovadora em moda e têxteis. ”





Confira mais Informações no site da Stylo Urbano


E aí pessoal, o que acharam dessa novidade? Fique ligado no blog para saber mais novidades!